Ao Vivo
 
 

Região Pastoral Ariquemes

Outros Conteúdos

Paróquia Rainha dos Apóstolos

Paróquia Rainha dos Apóstolos

HISTÓRIA A paróquia Rainha dos Apóstolos, localizada na rua Distrito federal, 3784, setor 05, em Ariquemes-RO, foi criada no dia vinte e oito de outubro de dois mil e onze, atendendo ao pedido dos padres José Warcken, pároco da paróquia Cristo Rei, e César dos Santos, na ocasião, pároco da paróquia São Francisco de Assis e coordenador de pastoral do Regional Ariquemes. A criação da nova paróquia se fazia urgente para um melhor atendimento pastoral do povo de Deus. Na ATA de criação da paróquia, lemos que, depois de um longo trabalho de pesquisas, a ideia foi amadurecida e então reuniram-se, no dia 28/10/2011, na Cúria Diocesana os padres José Warcken e César dos Santos juntamente com o chanceler, o vigário geral, a secretária geral da arquidiocese Neurimar Pereira da Silva e o Reverendo Dom Moacyr Grechi, na ocasião, arcebispo desta arquidiocese, e juntos lavraram a ATA na qual consta o termo da criação e de ereção da nova paróquia sob a proteção de Maria, Rainha dos Apóstolos. A paróquia Rainha dos Apóstolos é formada por um conjunto de oito comunidades. Seis delas a compõem desde a criação, provenientes das paróquias Cristo Rei e São Francisco de Assis. São elas: São José, Maria, Mãe dos Migrantes, Nossa Senhora da Glória, Sagrada Família, Santa Terezinha e a sede, Rainha dos Apóstolos. Duas depois juntaram-se a elas: Santuário Nossa Senhora Aparecida e a Comunidade, ainda em formação, na localidade de Entre Rios junto à BR 364. Esta paróquia foi confiada à congregação dos padres do Sagrado Coração de Jesus e foi inaugurada no dia onze de fevereiro de dois mil e doze em missa solene, presidida por Dom Moacyr Grechi. Nesta missa, toma posse o Pe. João Selhorst, primeiro pároco desta paróquia. A congregação dos padres do Sagrado Coração de Jesus envia, juntamente com o pároco, Pe. João Selhorst, um religioso, Frater Valmir José Dilli, que o auxiliará nos trabalhos pastorais. Trabalharam nesta paróquia: o fr. Thomas Antônio Bohn Mittelstaed, Pe. Alceu Luiz Weber e o Pe. Luiz Antônio Nunes da Silva. Hoje a paróquia conta com a assistência dos padres Renato José Rohr (pároco) e Renato Vicente Pohl (vigário paroquial). Todas as comunidades da paróquia Rainha dos Apóstolos estão na área urbana do município de Ariquemes e abrangem um vasto território. O número de habitantes é de aproximadamente 40.000 dos quais 45% se dizem católicos. Os religiosos do Sagrado Coração de Jesus, estão à disposição para atender pastoralmente esta paróquia unindo a formação cristã dentro do projeto pastoral arquidiocesano e a espiritualidade dehoniana “união a oblação reparadora de Cristo ao Pai em favor da humanidade” (const. 06). Assim, todo o trabalho pastoral visa:            Priorizar a formação nas paróquias para o discipulado e para a missão permanente; atendimento personalizado dos fiéis (confissão e orientação espiritual) carentes de uma palavra consoladora e reconfortadora;  ajuda solidária, com cestas básicas distribuídas às famílias carentes de pão; contribuir com a formação do clero local e com as congregações religiosas; ser presença e sinal do Reino no meio do povo. A fim de levarmos o Cristo ao maior número de pessoas fazemos uso dos mais variados meios de comunicação (TV, Rádio, Jornais, Redes Sociais, etc.). A participação dos fiéis foi mais intensa com a criação dos CPP, CPCs e do CAEP e a realização de assembleias comunitárias e paroquiais anualmente. Trabalho descentralizado. A Paróquia implantou: o Apostolado da Oração e a devoção ao Sagrado Coração de Jesus; atendimento de confissões e aconselhamento espiritual; visitas aos doentes em seus lares ou hospitais; encontro de Casais com Cristo (ECC); escola da Palavra; Pastoral do dízimo missionário;  ampliação dos GBR (grupos bíblicos de reflexão); pastoral da juventude. Proporcionou também um ambiente de mais acolhimento, abertura e presença na vida do povo. A Paróquia também se interessou pela dimensão vocacional realizando retiros vocacionais promovendo orações pelas vocações em todas as celebrações, adorações e reuniões e a criação das equipes do Serviço de Animação Vocacional e as Capelinhas de orações pelas vocações. Também não foi esquecida a dimensão social com o atendimento a famílias necessitadas. A Paróquia procura caminhar em sintonia com o Projeto Arquidiocesano.   PÁROCO Pe. Renato Rohr (Dehoniano)   HORÁRIO DAS CELEBRAÇÕES Domingo às 18h Sábado às 19h30   ADORAÇÃO AO SANTÍSSIMO Sexta-feira às 18h30 seguido de Missa   EXPEDIENTE NA SECRETARIA De Segunda à Sexta-feira: das 8h às 12h e das 14h às 18h Aos Sábados: das 8h às 12h.   ENDEREÇO Rua Distrito Federal, 3784 - Setor 5 76870-690 - Ariquemes-RO Fone: (69) 3536-0481 E-mail: paroquiarainhadosapostolos@hotmail.com Site: www.rainhadosapostolos.org
Ver o Conteúdo
Paróquia São Francisco de Assis

Paróquia São Francisco de Assis

HISTÓRIA A Paróquia foi criada por Dom João Batista Costa em 08 de dezembro de 1976. “Aos oito dias do mês de dezembro de 1976, depois de ouvir o nosso Conselho Presbiteral, houve-se por bem elevar a Missão Salesiana de Ariquemes à dignidade de paróquia desta Prelazia, sob o título de SÃO FRANCISCO DE ASSIS, e confiá-la à Comunidade dos Revmos. Padres Salesianos na pessoa de nosso estimado Pe. João Fagan, pertencente à Comunidade da Prelazia de Porto Velho, residente nesta cidade” . Abrangia uma área muito grande numa época em que estavam surgindo os municípios no Território. Por isso os seus limites se estendiam por uma grande área geográfica. Dado o decreto, no dia 02 de outubro de 1977, contando com a presença do bispo coadjutor, Dom Antônio Sarto, toma posse o primeiro pároco, P. José das Dores Gonçalves e como vigário, P. Nelson Augusto Oliveira, padres da congregação dos Oblatos de Cristo Sacerdote (OCS). No dia 27 de março de 1983, a paróquia foi confiada aos padres da Sociedade do Apostolado Católico (Palotinos). Pe. Eloi Roggia (SAC) foi o primeiro pároco e tomou posse no Domingo de Ramos daquele ano. Outros párocos vieram posteriormente: Pe. Nelson Taffarel (1990-1995), Pe. Nori José Broch (1995-1997), Pe. Sérgio Petkowski (1998-2003), Pe. Milton Both (2004-2005), Pe. Nelson Taffarel (2006-2008), Pe. César dos Santos (2008-2014). Vários foram os vigários paroquiais que deram sua contribuição nesta missão. Em 2015 assumiu como pároco o Pe. José Vicente do Carmo, auxiliado pelo vigário paroquial, Pe. Vitório Mário Mazuti. A Paróquia, conta com a presença de Irmãs das seguintes Congregações: Carlistas, Catequistas Franciscanas e Sagrado Coração do Verbo Encarnado. Estiveram presentes também as Irmãs Filhas da Caridade. Em novembro de 1977, a Vila de Ariquemes foi desmembrada do município de Porto Velho e o Governador Humberto da Silva Guedes nomeou o primeiro prefeito, o professor Pedro Tavares Batalha. O município atualmente tem uma população estimada em 110 mil habitantes. No início de 2015 foram realizadas as Santas Missões Populares em todas as comunidades rurais, incluindo Rio Crespo e Cacaulândia. A organização da missão esteve a cargo de Dom Esmeraldo Barreto de Farias, contando com a participação de padres e leigos(as).  A Paróquia São Francisco de Assis completou quarenta anos dia 08 de dezembro de 2016.   PÁROCO Pe. Ivanildo Magalhães da Costa (Palotino)   VIGÁRIO PAROQUIAL Pe. Vitório Mario Mazuti (Palotino)   EXPEDIENTE NA SECRETARIA De Segunda-Feira à Sexta-Feira: das 7h30 às 11h30 e das 13h30 às 17h30 Aos Sábados: das 7h30 às 11h   HORÁRIO DAS CELEBRAÇÕES Domingo: às 8h e às 19h30 Quarta-Feira: às 19h30   ENDEREÇO Av. Canaã, 2712 - Setor 1 Caixa Postal, 46 776870-152 - Ariquemes-RO Fone/Fax: (69) 3535-3106 Casa paroquial: 3535-2478 E-mail: paroquia_saofrancisco_ariq@hotmail.com
Ver o Conteúdo
Paróquia Cristo Rei

Paróquia Cristo Rei

HISTÓRIA No ano de 1979, D. João Batista Costa, nomeou os Padres Oblatos para atender a Paróquia Cristo Rei como capela. No ano de 1983, D. José Martins da Silva, nomeou o 1º Pároco da Paróquia Cristo Rei, Pe. Carlos Lorenzo Barrata. Daí em diante os Salesianos assumiram e o trabalho pastoral se estendia até Monte Negro, Alto Paraíso e Buritis com 172 comunidades. Em 1989, graças ao Projeto Igrejas Irmãs, D. José Martins da Silva, nomeia Pároco o Pe. Silvino Chiamolera, da Arquidiocese de Curitiba/PR. Em 1993 é nomeado Pároco Pella, também do Projeto Igrejas Irmãs. Este Projeto findou em 1995. A partir de 1995 quem assume a Paróquia são os capuchinhos da Colômbia, sendo nomeado Pároco Frei Ambrósio e, mais tarde Frei Bartolomeu. Por solicitação da Santa Sé, D. Moacyr Grechi, em 2000, teve que tirar os Colombianos, e a paróquia foi assumida pela Arquidiocese de Porto Velho. Aos 05 de março de 2000, D. Moacyr deu posse ao Pe. José Warcken “Zezão”, que continua até hoje. Atualmente à Paróquia atende 20 comunidades, sendo quatro urbanas e dezesseis rurais .   PÁROCO Pe. José Warcken (Zezão) (Diocesano)   EXPEDIENTE NA SECRETARIA Segunda-Feira e Sexta-feira: das 8h às 12h, à tarde: expediente interno. Terça, Quarta e Quinta-Feira: das 8h às 12h e das 14h às 18h Sábado: das 8h às 12h   HORÁRIO DAS CELEBRAÇÕES Domingo às 7h30 e 19h Terça-feira às 19h Todo dia 13 às 19h   ENDEREÇO Rua Cardela, 1881 - Setor 2 Caixa Postal 311 76873-284 - Ariquemes-RO Fone/Fax: (69) 3535-2202 E-mail: pcristorei.ariquemes2013@gmail.com
Ver o Conteúdo

Paróquia Santa Marta

HISTÓRIA A região onde está localizado o município de Buritis foi desbravada no inicio da década de 90 por migrantes (capixabas, mineiros, paranaenses, nordestinos) vindos das várias regiões do Brasil. E quem vê a Paróquia Santa Marta hoje, com mais de 80 comunidades organizadas, precisa saber que, para chegar a este ponto, foi necessário o empenho de muita gente trabalhadora e de fé: padres, irmãs, leigos e todo o povo de Deus. A primeira missa em Buritis foi celebrada debaixo de uma figueira no dia 28 de julho de 1990. O altar foi uma mesa feita de lascas de coqueiro e quem presidiu foi o padre Silvino, auxiliado pela irmã Lúcia, vindos da Paróquia Cristo Rei de Ariquemes. Em julho do ano seguinte, com a decisão dos locais e apoio do Padre Silvino, foi construída uma capela de madeira, tendo por nome Comunidade Cristo Rei e seu primeiro coordenador, o Sr. Leocádio. Depois, vieram: Pe. Afonso, o Diácono Pedro Ronconi e o seminarista Francisco que deram início às pastorais. Com o passar do tempo e o número de comunidades aumentando, surgiu a necessidade de organizá-las por setores e formar uma equipe de coordenação setorial, tendo como coordenador geral o Sr. Eniel. As comunidades  receberam  ajuda dos padres Francisco Leite e Francisco Trimboli, da paróquia de Monte Negro, que também muito contribuíram conosco. Com o número crescente de capelas na região, começou a surgir entre as comunidades a esperança e o desejo de ter uma paróquia em Buritis. Foi então que, a pedido de Sr. Eniel, Dom Moacyr veio visitar a região e, em reunião com os representantes das capelas, aconselhou mudar o nome da primeira comunidade (Cristo Rei) que era a capela central, por já existir em Ariquemes uma paróquia com o mesmo padroeiro. Após sugestões e votação foi escolhida Santa Marta como padroeira da paróquia, motivando-nos a ser amigos e acolhedores de Jesus. Em 2000, a pedido de Dom Moacyr, os padres carmelitas, da cidade de Rolim de Moura: Edmilson, Rivas, Darcir, Luís e Antônio atenderam as comunidades por uma temporada. Em junho de 2003 recebemos as Irmãs Missionárias Carmelitas como a primeira comunidade religiosa a vir morar em Buritis na pessoa das Irmãs: Alice, Neilda e Paloma. Só então, com a chegada dos padres e religiosos Orionitas (Pe. Otávio, Pe. Vanildo e Clérigo Carlos César) em 22 de fevereiro de 2004 é que a Comunidade Santa Marta foi elevada a Paróquia, tendo com primeiro pároco o Padre Otávio Marques que permaneceu em Buritis até o ano de 2013. A paróquia hoje é formada por 90 comunidades, dentre elas 05 são urbanas contando com a própria Matriz.   PÁROCO Pe. Francisco Florêncio de Paula Neto (Orionita)   VIGÁRIOS PAROQUIAIS Pe. Paulo Cezar Fonseca (Orionita) Pe. Erenaldo Chaves dos Santos (Orionita)   EXPEDIENTE NA SECRETARIA De Segunda à Sexta-Feira: das 8h às 17h30 Aos Sábados: das 8h às 12h   HORÁRIO DAS CELEBRAÇÕES Domingo: 8h e 19h30 Quarta-Feira: às 19h30 Sábado: às 19h30   ENDEREÇO Rua Heleno de Andrade, 1354 - Setor 2 Caixa Postal 62 76880-000 - Buritis-RO Fone: (69) 3238-2636 E-mail: paroquiastamarta@gmail.com
Ver o Conteúdo
Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora

Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora

HISTÓRIA A Comunidade Católica de Alto Paraíso – RO, nasceu da necessidade do povo de Deus reunir-se para orar e falar com Deus, tendo como início a oração do Terço realizado aos Domingos pela manhã na garagem da casa da família do senhor Martins Thomes e dona Úrsula Thomes, desde o ano 1969. Passados alguns meses a comunidade passou a reunir-se na Escola Estadual Laurindo Rabelo. No ano de 1980, o Padre José Gonçalves das Dores, de Ariquemes, pediu para que os fiéis passassem a celebrar os Cultos Dominicais e construíssem uma capela, escolhendo o Padroeiro da comunidade. A escolha recaiu em Nossa Senhora Auxiliadora dos Cristãos que, mais tarde, foi oficializada pela Câmara de Vereadores, como a Padroeira do Município de Alto Paraíso. O Padre Ângelo Spadari (SDB) foi um dos primeiros a celebrar nesta região e também contribuiu com o nome da nossa cidade para que hoje se chamasse Alto Paraíso. Aos 17 de novembro de 1985, Dom José Martins da Silva, Arcebispo Metropolitano de Porto Velho, criou canonicamente e erigiu a Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora . Atualmente, a Paróquia tem 63 comunidades distribuídas nos municípios de Ariquemes, Alto Paraíso, Porto Velho e Candeias do Jamari. Os desafios são: no campo da evangelização e a extensão territorial. As esperanças residem numa Igreja viva com suas lideranças, operante nas diversas atividades pastorais, serviços, movimentos e Congressos e acampamentos! Estes são os nomes dos Sacerdotes que marcaram a história da nossa Paróquia: Padre Lodovico Bonomi, comboniano, foi o 1º Pároco da Paróquia (16/11/1985 a 03/09/1988); Pe. Ilvo Santo Roratto, Palotino assume a Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora como 2º Pároco (01/09/1988 a 11/01/1994); Pe. Arlindo Schneider, Palotino é 3º Pároco (13/01/1994 a 04/12/1999). Dezembro de 1999 a agosto do ano 2000 a Paróquia fica vacante. Dom Moacyr pede para os padres João Ruiz Has e Antônio Hanmes, do Seminário Maior João XXIII, celebrar as missas nos finais de semana na Igreja Matriz. De 12/08/2000 a 17/12/2001, Pe. Roberto de Paula, diocesano de Cornélio Procópio, foi o 4º Pároco. De dezembro de 2001 a 28 de fevereiro de 2003 a Paróquia ficou vacante pela segunda vez. Pe. Darcisio Alberto Paetzold, da Igreja Irmã de Novo Hamburgo-RS (01/03/2003 a janeiro de 2006) foi 5º Pároco. Pe. Leandro Luiz Schneider, diocese de Novo Hamburgo foi 6º Pároco (06/02/2006 a 14/04/2007). De 15/04/2007 a 30/06/2007, Pe. Eduardo Patim Saraiva, diocese de Novo Hamburgo foi 7º Pároco. Nos meses de julho a agosto de 2007 a Paróquia ficou vacante outra vez. Em 14 de agosto de 2007, assume como pároco o Pe. José Leilson de Sousa Alfredo, diocesano da Arquidiocese de Porto Velho.   PÁROCO Pe. José Leilson de Sousa Alfredo   EXPEDIENTE NA SECRETARIA Segunda à Sexta-feira - 7h30 às 17h Sábado - 8h às 12h   HORÁRIO DAS CELEBRAÇÕES Domingo às 8h Quarta-feira às 20h Sábado às 20h   ENDEREÇO Rua Paulo VI, 3673 - Centro 76862-000 - Alto Paraíso-RO Fone: (69) 3534-3004 E-mail: jose.leilson@ig.com.br Site: www.auxiliadoradoscristãos.com.br
Ver o Conteúdo
Paróquia Nossa Senhora Aparecida

Paróquia Nossa Senhora Aparecida

HISTÓRIA A paróquia de Nossa Senhora Aparecida surgiu a partir do PA (Projeto de Assentamento) Machadinho do Oeste de 1982. No período de 1984 a 1986 o INCRA realizou o assentamento de famílias em aproximadamente 3000 lotes. No segundo semestre de 1985 se organizou o primeiro grupo de fiéis que se reuniu para rezar formado por José Damasceno, José Benedito Viana, Alcides Fuza, Onofre Dias Lopes, José Ferreira da Silva, Cláudio Rossini (padre falecido), Elza Francisca Soares e Aparecido Borges que levantaram a primeira Igreja de palha. De 1986 a 1990, o assentamento foi atendido pastoralmente pelos padres Palotinos da Paróquia São Francisco de Ariquemes. No dia 18 de março de 1986 o Padre Valdemar Secretti, da Congregação dos Padres Palotinos, realizou a primeira celebração em Machadinho d´Oeste. Neste ano foi iniciada a construção da primeira Casa Paroquial. Com a saída de Padre Valdemar, veio o padre Vitor Pasa, também da Congregação dos Palotinos. Ele vinha de Ariquemes para atender o núcleo de Machadinho. Trabalhou aqui de 20 de setembro de 1987 até 31 de dezembro de 1989. No final de 1988 já havia aproximadamente 49 Comunidades Eclesiais de Base. A Comunidade de Nossa Senhora Aparecida de Machadinho D’ Oeste foi elevada à paróquia por decreto do Arcebispo, Dom José Martins da Silva, no dia 06 de março de 1990. Padre Carlos Suykens, de origem belga, primeiro pároco, chegou à Paróquia no dia 09 de março de 1990. Ele deu continuidade ao trabalho pastoral que vinha sendo realizado, priorizando a formação de lideranças, a organização das comunidades e das pastorais.  No dia 29 de março de 2001, ao amanhecer de uma quarta feira, padre Carlos teve morte súbita, vítima de uma parada cardíaca. A Paróquia ficou durante um mês sem provisão de pároco.  Dia 05 de maio de 2001, padre Dionísio Kuduavicz assume a Paróquia de Machadinho sendo que no dia 23 de dezembro de 2001 recebe de Dom Moacyr Grechi a provisão de Pároco.  No dia 26 de janeiro de 2003 as Irmãs do Sagrado Coração do Verbo Encarnado abriram casa em Machadinho contribuindo na caminhada de evangelização. E no dia 27 de julho de 2003 realiza-se em Machadinho d´Oeste a primeira ordenação diaconal de um filho desta terra: Valdecir Luiz Cordeiro. Tendo em vista a necessidade de um local adequado para formação permanente das lideranças das comunidades, em 2004 foi dado início na construção do Centro de Formação Padre Carlos Suykens, por onde já passaram milhares de pessoas participando dos mais variados encontros, estudos, retiros e assembleias. Em maio de 2006 foram realizadas as Santas Missões Populares com a preparação de missionários provenientes das próprias comunidades. Foi uma experiência muito rica e edificante pois, as próprias lideranças das comunidades atuaram como missionários. Neste tempo estava conosco, como vigário paroquial, Padre José de Oliveira Filho, o qual em fevereiro de 2010, a pedido do Arcebispo, assumiu a direção da Casa Vocacional Dom Helder Câmara, em Porto Velho. Em novembro de 2006 foi dado início à construção da nova Igreja Matriz, mais ampla e acolhedora, tendo em vista que a igreja velha estava em condições precárias. No dia 03 de abril de 2010 foi celebrada a primeira missa, porém a consagração da nova Igreja aconteceu no dia 04 de setembro de 2010 com a presença de Dom Moacyr Grechi, Arcebispo Metropolitano. Nos dias 25 e 26 de abril e 5 e 6 de maio de 2009 a Paróquia de Machadinho, juntamente com a Paróquia Santa Luzia de Porto Velho, realizou o “Dozinho” em preparação ao 12º Intereclesial que aconteceu no mês de julho em Porto Velho. Em junho de 2014 foi dado início na construção da nova casa paroquial, com a colaboração das comunidades, cuja inauguração se deu em julho de 2015. No dia 25 de agosto de 2015 se realizou em Machadinho d’Oeste a 10ª Romaria da Terra, das Águas e da Floresta, congregando em torno de 6000 pessoas, cujo objetivo era dar um grito em defesa da vida e da Amazônia. Em 2016 a Paróquia conta com 85 comunidades distribuídas nos municípios de Machadinho d’Oeste e Vale do Anari, tendo como Pároco Pe. Dionísio Kuduavicz e Vigário Paroquial Pe. João Paulo da Silva.   PÁROCO Pe. Dionísio Kuduavicz E-mail: dionisioka@ibest.com.br   VIGÁRIO PAROQUIAL Pe. João Paulo da Silva   EXPEDIENTE NA SECRETARIA Segunda a Sexta-feira - 8h às 12h e das 14h às 18h Sábado - 8h às 12h   HORÁRIO DAS CELEBRAÇÕES Domingo às 8h e 19h30   ENDEREÇO Rua Rio de Janeiro, 2940 - Centro Caixa Postal 21 76868-000 - Machadinho D'Oeste-RO Fone: (69) 3581-2491
Ver o Conteúdo

Paróquia São José de Monte Negro

HISTÓRIA Com a vinda de migrantes de todos os estados do Brasil, devido à facilidade em obter um pedaço de terra que por ora ainda pertencia a União Federal, muitas famílias vieram colonizar o território de Rondônia que até então tinha como base econômica a extração da borracha e do minério. Por volta de 1971, foi aberta a BR 421 que corta o atual município de Monte Negro e, logo em 1974, foi criada a primeira comunidade católica, por algumas famílias capixabas, que já tinham caminhada de Igreja, e assim fundaram a comunidade Santa Helena, às margens da BR 421, Km 60. A comunidade São José, atual matriz, na cidade de Monte Negro, surgiu devido a longa distância entre o NUAR (Núcleo de apoio Rural) Boa Vista e a comunidade Santa Helena, pois na época, o veículo mais rápido era a bicicleta e os burros de cargas que só os seringueiros possuíam. Vieram então dois membros da comunidade Santa Helena para celebrar os cultos em uma escolinha que funcionava às margens da BR 421. O primeiro terço a Nossa Senhora foi rezado na casa do Sr. Esmeraldo Tamanini, conhecido pelo apelido Nené que foi rezado por um visitante morador do Espírito Santo Sr. Alcebides Brau. A partir de 1978, começou a ser celebrado o culto na escola, dirigido por Justino Luiz Ronconi e logo após sugiram outros dirigentes – Hermes Zanotelli, Francisco Zanotelli  e Gervásio Giuliatte -  intercalando a presidência das  Celebrações de culto.  Os membros participantes eram as famílias Brumatti, João Paraguai, Vital, Tamanini, Orias, Mineiro Apoiado, Moacir e a família do Sr. Juvenil. Em 1970, o padre José Láera, da ordem dos combonianos, visitava essa região de modo especial a família Ronconi, por laços de amizades construídos na comunidade de onde vieram do Espírito Santo. Na volta ao Espírito Santo, levava fotos e filmes para os familiares de lá, criando uma interação entre as comunidades oriundas do Espírito Santo e o povo de Monte Negro de Rondônia. A primeira missa celebrada na comunidade, ainda na escolinha, foi presidida pelo Padre Camaione, acompanhado das Irmãs Maria das Graças, Maria Assunta e Berenice, combonianas da paróquia S. João Batista de Ouro Preto do Oeste. No ano de 1978, já pertencendo à Arquidiocese de Porto Velho, que tinha como Bispo Dom João Batista, foi construída a primeira igreja, nas proximidades da BR 421, onde hoje está situada a borracharia e o espaço alternativo. A capela existe até hoje, servindo de residência. Conta um dos membros da comunidade da época, o Sr. Guido Tamanini, que fizera uma procissão com a imagem de Nossa Senhora Aparecida, pois a tinham escolhido como padroeira.  O Sr. José Fernandes Moura, dono de todas as terras da cidade de Monte Negro, doou uma área grande, para ser construída a nova igreja. Sendo ele devoto de São José, e em reconhecimento ao gesto da doação do terreno e da imagem ainda existente, acataram seu pedido de nomear a comunidade São José do Núcleo de Apoio Rural Boa Vista, por já existir a comunidade Nossa Senhora Aparecida em Campo Novo de Rondônia. A construção da Igreja atual iniciou em 1988, sendo o padrinho da pedra fundamental Mário Ceolim. Em 1984 iniciou a obra de construção da capela, no quarteirão onde hoje fica o sindicato dos trabalhadores Rurais. Foram construtores Hermes e Selma Zanotelli, Elizeu Paulus e Dirceu. O terreno media 50 x 100, entre Avenida Marechal Candido Rondon e Rua Justino Luiz Ronconi. A inauguração se deu em dezembro de 1990. Foram coordenadores da Comunidade: Pedro Barbosa e José Garcia Bueno. E dirigentes: Pedro Manoel Coelho Duarte, Amélia e família, Ademir Ferrari, Gervasio Giuliate, Laudecir  Ronconi, Carmem Ronconi, José Geraldo Ronconi, Delvair, João Miriam, Matilde, Lucildo. O Diácono Pedro Ronconi – veio para cuidar do Seminário Menor e assumiu a paróquia. Chegou, em seguida, o Pe.  Francisco Leite. Os Padres que atuaram na comunidade até hoje foram: Pe. João Furgão, Construtor da São Francisco, Ariquemes; Padres Catarino e Zezão e Ir. Deljair (Oblatos de Jesus); Pe. Patrício (Diocesano), até então pertencíamos a paróquia São Francisco de Ariquemes; Pe. Sebastião, já pertencentes à paróquia Cristo Rei; Pe. Silvino. Foram Párocos: Pe. Afonso Chagas -  1º Pároco de 1992 – 1996; Pe. Francisco das Chagas Leite 2º Pároco de 1996 – 1998; Pe. Francisco Trimboli 3º Pároco de 1998 – 2003; Pe. Otávio Foerster 4º Pároco de 2003 – 2006; Pe. Leandro Blume 5º Pároco de 2006 -  2009; Pe. Leandro Froehlich 6º Pároco de 2009 – 2012; Pe. Paulo Francisco Weschenfelder 7º Pároco em 2012.   PÁROCO Pe. Paulo Francisco Weschenfelder (Diocesano)   VIGÁRIO PAROQUIAL Pe. Delcio Miguel Reiter (Diocesano)   EXPEDIENTE NA SECRETARIA Segunda à Sexta-feira - 8h às 11h30 e 13h30 às 17h30 Sábado - 8h às 11h30   HORÁRIO DAS CELEBRAÇÕES Domingo às 19h30 Quartas-feiras às 19h30 Primeira Sexta-feira do mês às 19h30   ADORAÇÃO AO SANTÍSSIMO Primeira Sexta-feira do mês das 18h às 19h   ENDEREÇO Av. Francisco Prestes, 2184 - Centro 76888-000 - Monte Negro-RO Fone: (69) 3530-2293 (Secretaria) / 3530-2120 (Casa Paroquial) E-mail: parsaojosemontenegro@gmail.com
Ver o Conteúdo
Paróquia São João Batista de Cujubim

Paróquia São João Batista de Cujubim

ADMINISTRADOR PAROQUIAL Pe. Manuel dos Reis Bonfim (Missionários Saletinos)   VIGÁRIO PAROQUIAL Pe. Waschington Luiz Crescêncio (Missionários Saletinos)   SECRETÁRIA Cleidiane de Souza Leite   EXPEDIENTE NA SECRETARIA De Segunda à Sábado: das 8h às 12h   HORÁRIO DAS CELEBRAÇÕES Domingo: 8h e 19h30 Quinta-Feira: às 19h30 Sábado: às 19h30   ENDEREÇO Av. Condor, 1216 – Setor 02 CEP 76.864-000 Telefone: (69) 3582 1231 Caixa Postal: 95 CEP 76.864-000 - Cujubim – RO E-mail: secretaria.paroquialcujubim@gmail.com  
Ver o Conteúdo