Ao Vivo
 
 

Arquidiocese

                                Conselhos de pastoral setorial acontece em Porto Velho. 

Conselhos de pastoral setorial acontece em Porto Velho. 

No último dia 07 de abril, aconteceu em Porto Velho o primeiro Conselho Setorial de Pastoral. Os conselhos setoriais foram definidos em 2017 para que ocorressem de forma alternada com o conselho da região pastoral Porto Velho na busca de tornar realidade a pastoral de conjunto, descentralizar, aproximar as lideranças paroquiais, encaminhar e definir ações para seus respectivos setores. Participam do conselho setorial, os padres, religiosas ou religiosos, coordenador pastoral paroquial, coordenadores de pastoral ou grupo setorial.  O encontro se deu simultâneamente nos quatro setores urbanos de Porto Velho: no setor 1, na paróquia Nossa Senhora de Fátima, no setor 2, paróquia São João Bosco, no setor 3, paróquia Nossa Senhora da Conceição, no setor 4, seminário maior São João XXIII.  O próximo Conselho Setorial acontecerá no dia 04/08/2018.   Fonte: PASCOM Arquidiocese de Porto Velho   
                                Audiência Pública discute tema da campanha da fraternidade 2018 e cria fórum permanente pela paz

Audiência Pública discute tema da campanha da fraternidade 2018 e cria fórum permanente pela paz

No dia 05 de abril aconteceu na assembleia legislativa do Estado de Rondônia, audiência pública pra discutir o tema da campanha da fraternidade. A audiência presidida pelo deputado estadual Adelino Follador, teve a participação do desembargador Walter Waltemberg, presidente do Tribunal de Justiça de Rondônia, a delegada da mulher em Porto Velho, Janaina Xander Wessel, a desembargadora Zelite Carneiro, o coordenador arquidiocesano de leigos, Carlos Oliveira, a representante do Conselho Regional de Psicologia de Rondonia, e o arcebispo de Porto Velho dom Roque Paloschi. Na plenária, estavam presentes alguns coordenadores e representantes de pastorais e de movimentos, religiosos, religiosas e padres, estavam presentes na plenária também os servidores da educação em greve que ocupavam a assembleia em protesto da greve da educação. O deputado Adelino Follador, ao iniciar a sessão agradeceu a presença de todos por estarem presentes para discutir um assunto importante como a violência. “Foi uma audiência aprovada por unanimidade. Para nós é um prazer discutir um tema tão importante e uma campanha que ajuda tanta gente”. Também abriu espaço para a palavra da presidente do Sintero, Lionilda Simão que disse a educação ser um dos principais meios para combater a violência, por isso precisam do apoio de todos para lutarem por seus direitos. O arcebispo Roque Paloschi, em sua palavra diz que nos noticiários existe mais violência que verdadeiras noticias, mas que não devemos desanimar em busca de acreditar na cultura de paz. E completou: “superar a violência, é superar tudo que vai contra a vida e a dignidade humana”.O desembargador Walter Waltemberg, estendeu seus cumprimentos a mesa e ressaltou a importância do poder judiciário na defesa dos direitos humanos, enfatizando a questão carcerária do Estado. “O poder judiciário precisa olhar para o individuo, para o ser humano, não apenas como um número de processo. É necessário assegurar respeito aos direitos humanos.” Carlos Oliveira, disse que o cristão tem que está atuando nos espaços sociais com uma consciência coletiva de que somos todos e iguais e irmãos, só assim será possível a superação da violência, através do respeito mútuo. Além da discussão sobre o tema, a audiência pública trouxe como proposta e foi aprovada a criação do Fórum Permanente pela Paz, que será articulado posteriormente. A audiência encerrou com o canto da oração de São Francisco. A equipe arquidiocesana de pastoral agradece a todos que participaram. Confira aqui todas as fotos.   Fonte: PASCOM Arquidiocese de Porto Velho