Com o desdobramento das Rodas de Conversas ocorridas em Candeias do Jamari, na área urbana e rural, aconteceu neste domingo, 06 de agosto, na Comunidade Sagrado Coração de Jesus, a Oficina de Participação Popular.

 

A atividade contou com a participação de 21 pessoas, entre crianças e adultos, e teve como principal objetivo a preparação do Ato Público: "Por direitos e democracia, a luta é todo dia", agendado para o dia 13 de setembro, que se insere no Pós-Grito.

 

O Ato contará com a participação de representantes do PAF (Projeto de Assentamento Florestal) Jequitibá e Vila Nova Samuel, que trarão suas reivindicações. Eles apontam a situação das estradas e a precariedade da saúde e educação como principais demandas. Um documento de pedido de providências será elaborado para ser entregue às autoridades públicas e organizações da sociedade civil.

 

A segunda etapa da Oficina de Participação Popular ficou agendada para o dia 15 agosto  às 19h na Comunidade Sagrado Coração de Jesus.

 

Fonte: Emanuel Meirelles/Articulação do Grito dos Excluídos de Porto Velho