Teve início na manhã do dia 07 de setembro, no Colégio Dom Bosco, em Brasília-DF o II Encontro Nacional de Revitalização da Pastoral Juvenil. Era manhã, o sol já iluminava a caminhada à casa de Dom Bosco. O encontro conta com a participação de cerca de 300 pessoas.

 

A Arquidiocese de Porto Velho por meio do Setor Juventude também está participando do II ENRPJ, a jovem Yasmim Fonseca, secretária do Setor Juventude e integrante da Pastoral da Juventude está presente junto com a irmã Erika Lima, assessora da Coordenação Arquidiocesana da Pastoral da Juventude.

 

No primeiro momento do dia, os jovens e assessores tiveram a oportunidade de ver a caminhada da juventude nos diversos regionais, e a partir da realidade juvenil diagnosticar o caminho percorrido até aqui.

 

Para Katyuscia Dantas, da Diocese de Caicó-RN, representante do Setor Juventude, esse momento suscitou ainda mais o desejo de renovar o amor pela juventude. “Tendo em vista que desde o I ENRPJ, realizado em 2013, levamos para a diocese a importância do acompanhamento, durante esses anos visitamos as comunidades, paróquias, como setor de juventude anualmente fazemos encontros com as lideranças, temos uma preocupação com a formação desses jovens, respeitando a diversidade de carismas e junto com eles estamos construindo soluções para os problemas e desafios. As discussões de hoje, me fizeram perceber o quanto estamos no caminho certo e podemos nos fortalecer ainda mais em nossa missão, e através do nosso acolhimento que a juventude será fortalecida”, contou.

 

Protagonismo Juvenil

Essa palavra ainda que pareça saturada e muito em voga, foi uma das palavras mais usada durante as partilhas sobre as 8 linhas de ação do Doc. 85, Evangelização da Juventude. Em muitos regionais a força jovem sustenta os trabalhos. Foram discutidos também a importância da vocação ao Ministério da Assessoria, perfil dos assessores adultos e o investimento nas causas da Juventude. Constatou-se que essas linhas de ação ainda são uma urgência Pastoral e o Doc. 85 que está completando 10 anos de história precisa ser um livro de cabeceira para quem realiza esse trabalho de acompanhamento juvenil.

 

Na Missa, Dom Antônio Emidio Villar, bispo da Diocese de São João da Boa Vista-SP, ressaltou a importância de amar os jovens de uma forma que eles se sintam amados, isso é, não basta amar e acolher do nosso jeito, mas da forma que eles gostariam de ser amados.

 

O encontro continua no período da tarde, com o método JULGAR. 

 

Fonte: Jovens Conectados e PASCOM Arquidiocese de Porto Velho