Ao Vivo
 
 

Paroquial

Festa e Carreata de São Cristóvão em Porto Velho/RO

Festa e Carreata de São Cristóvão em Porto Velho/RO

A paróquia São Cristóvão realizou nos dias 14 a 23 de julho uma grande festa em honra ao padroeiro dos motoristas, São Cristóvão.   A Novena de 14 a 22 de julho aconteceu às 19h e contou com a participação dos fiéis paroquianos e demais localidades. O Arraial nos dias 21 a 23 foi repleto de atrações como danças folclóricas, comidas típicas, rifas e som ao vivo.   Já neste último domingo (23), foi o dia da grande e tradicional Carreata dos Motoristas que mobilizou centenas de motoristas para receberem a bênção de seus veículos e de suas famílias.   A memória litúrgica do mártir São Cristóvão é celebrada pela Igreja no dia 25 de julho, porém, por motivo desta data cair em dia de semana, a paróquia antecipou a grande comemoração para o dia 23 de julho, domingo, para melhor participação da população.   Sobre o tema deste ano Este ano o festejo trás o tema: "Carreguemos Jesus no ombro, no ventre e no coração!" fazendo referência ao Mártir padroeiro dos motoristas, a Maria que carregou a face humana de Deus sendo, assim, a primeira missionária do Pai, aos fies discípulos que com coragem despertam para o convite de sair e ir ao encontro dos irmãos levando em seu coração a alegria que vem de Cristo. Com exemplo destes queremos também "carregar a Cristo" em nossos corações e nossas atitudes e juntos promover um mundo mais justo e fraterno, de maneira especial no trânsito.   Você pode conferir todas as fotos na página do facebook da paróquia: 1ª Noite Arraial de São Cristóvão: https://goo.gl/wKUnSB 2ª Noite Arraial de São Cristóvão: https://goo.gl/XKDQ2Y Carreata de São Cristóvão 2017: https://goo.gl/BxPajL 3ª Noite Arraial de São Cristóvão: https://goo.gl/yyMeZi   Fonte: PASCOM Arquidiocese de Porto Velho
IV Reviver em Cristo da paróquia Nossa Senhora Auxiliadora em Alto Paraíso

IV Reviver em Cristo da paróquia Nossa Senhora Auxiliadora em Alto Paraíso

A 4ª edição do Reviver em Cristo foi realizada neste fim de semana, dias 15 e 16 de julho, com a participação de aproximadamente 800 jovens de diversos lugares do estado de Rondônia.   Com o tema “A igreja só será jovem quando os jovens forem Igreja” (Papa São João Paulo II), o IV Reviver em Cristo acolheu diversos jovens que se reuniram na paróquia Nossa Senhora Auxiliadora em Alto Paraíso/RO, local onde ocorreram às versões anteriores do evento.   O Reviver em Cristo é um evento organizado pelas pastorais, serviços e movimentos da paróquia Nossa Senhora Auxiliadora de Alto Paraíso/RO e conta com a articulação de diversos paroquianos e famílias para acolher e atender os jovens  participantes.   Confira na íntegra o relato do casal, Rodrigo Maia e sua esposa Vária, sobre a história e importância do Reviver em Cristo em Alto Paraíso:   A importância do Reviver em Cristo em Alto Paraíso “A Igreja só será jovem, quando o jovem for igreja” (João Paulo II), católicos do mundo inteiro sabem o quanto o sucessor de Pedro, João Paulo II, era preocupado com a juventude do mundo inteiro, sendo assim no dia 22 de abril do ano de 1984 teve inicio a jornada mundial da juventude, com o Papa João Paulo II entregando aos jovens uma cruz peregrina. (Pe. Norbey – Pároco, 2016).   No dia 14 de agosto de 2007 a Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora, localizada no município de Alto Paraíso – RO, Arquidiocese de Porto Velho, a cerca de 200 km da capital Porto Velho, recebeu um jovem padre recém-ordenado, chamado padre José Leilson de Sousa Alfredo.   Em sua primeira reunião chamou atenção que o padre Leilson, como é carinhosamente chamado, convocou apenas a juventude, dando ali indícios que a Paróquia de Alto Paraíso teria um padre voltado para os jovens, assim como foi o sucessor de Pedro, João Paulo II.   Pouco depois foi criada a primeira equipe de trabalho da igreja, sobre os cuidados do padre Leilson, denominada “Anjelus de Deus”, que consistia em poucos jovens que ajudavam os paroquianos na hora da celebração a encontrarem lugar para se sentar.   Mas ainda assim era muito pouco envolvimento dos jovens, tendo em vista que as ruas de Alto Paraíso eram tomadas, por um grande numero de jovens, que viviam se divertindo em bares e festas, e não se importavam nem uma pouco com a nossa paróquia. Mas padre Leilson nunca mediu esforços para atrair a juventude para a casa de Deus, e sempre buscou maneiras que pudesse mostrar aos jovens que a casa de Deus é o lugar para os jovens estarem, foi assim que no ano de 2013 foi criado o primeiro Reviver em Cristo com a presença de 750 jovens no evento vindo da cidade e comunidades.   O Reviver em Cristo, apesar de ser o primeiro, e com pouca credibilidade perante as cidades vizinhas, foi um sucesso. Os jovens de Alto Paraíso compareceram em peso, para prestigiar o primeiro grande evento voltado especialmente para os jovens, foi um sábado e domingo que deixou saudades, pois os jovens se socializaram com outros jovens, deixaram de lado o que o mundo oferece e vieram se divertir com responsabilidade, dançando, louvando, adorando ao Senhor, orando, ouvindo pregações maravilhosas e tocantes, que iam no fundo de suas almas.   Naquele ano a cidade de Alto Paraíso via uma luz ao fim do túnel, referente à sua juventude, pois muitos moradores achavam impossível fazer com que os jovens deixassem de ir a festas, baladas para ir a um evento da igreja, e foi exatamente isso que aconteceu, os jovens não se importaram se tinha ao não festas na cidade, eles queriam é ir para I Reviver em Cristo.   No ano seguinte, em 2014, padre Leilson através de sua paróquia, organizou o II Reviver em Cristo; muitos pensavam que não teria o mesmo sucesso do anterior, pois imaginavam que os jovens não iriam para o mesmo evento dois anos seguidos, e “essas” pessoas estavam mais uma vez enganadas, foi sucesso maior ainda que o anterior, onde que a divulgação dos próprios jovens de Alto Paraíso tinha atraído a atenção de alguns jovens de outros municípios. Quem estava presente no II Reviver em Cristo, presenciou a graça de Deus sobre todos os jovens, pois eles dançavam musicas católicas, eles oravam com fé e intensidade, nos momentos de exposição do Santíssimo todos os jovens se colocavam de joelho ao chão e adoravam ao Senhor com todo o amor que havia em seus corações, e no domingo a tarde quando o II Reviver em Cristo encerrava com a Santa Missa, era nítido a tristeza nos olhos dos jovens, pois eles queriam mais e mais.   No ano de 2015 não teve Reviver em Cristo, devido a outros eventos que a paróquia realizou como o “Congresso Bíblico” e “Congresso de Casais”, e esses congressos foram voltados para os adultos, enquanto os jovens ficaram com a responsabilidade de organiza-los e constituir as equipes de trabalho, sempre com a supervisão de adultos, foi um ano importante para a paróquia Nossa Senhora Auxiliadora, pois estava colhendo os primeiros frutos do poder de Deus sobre os jovens, tendo em vista que mais de 350 jovens estavam trabalhando no evento, e todos os serviços eram realizados por eles.   Os jovens trabalhavam felizes e contentes por estarem servindo a Deus, primeiramente, e estarem retribuindo o trabalho que os adultos tinham com eles no Reviver em Cristo, mais era possível notar que aquele ano por não ter o Reviver em Cristo, os jovens estavam tristes, foi aí que o padre Leilson convocou as pastorais, serviço e movimento e decidiram que todos os anos deveriam acontecer o Reviver em Cristo, pois não se podia deixar perder o que já havia conquistado: os jovens.   No ano de 2016, para a alegria dos jovens veio o III Reviver em Cristo, e ao contrario dos anos anteriores, todos comentavam que seria um sucesso, e realmente foi. Nesse ano, jovens de algumas cidades próximas confirmaram que iriam vir em caravanas, e vieram, foi algo inexplicável, no sábado na parte da tarde estava um calor que beirava os 34º, e muitos se perguntavam, “Como podem os jovens amar esse evento?”, e apenas quem tem a graça de Deus em seu coração sabe que os jovens amam o Reviver em Cristo, porque é um momento de descarregarem toda a sua dor, todo o seu sofrimento, toda a sua angustia, é um evento onde os jovens viam a sua importância na obra de Deus.   No III Reviver em Cristo, o tema foi “Vocação, uma coisa ainda te falta” todo o evento foi voltado para os jovens buscar a sua vocação para Deus, foram muito bem trabalhados os tipos de vocações que existem, foi tirado dos jovens o “medo” que muitos tinham de serem padres e irmãs religiosas, e também foi trabalhado que vocação, não é apenas ser padre e irmã, mas sim todos os trabalhos que envolvem a Igreja Missionária.   Neste ano de 2017 Alto Paraíso parou com o IV Reviver em Cristo, foi uma grande mobilização com a presença de mais de 850 jovens, vindos da zona urbana e rural e com caravanas de 10 cidades do estado de Rondônia, com o tema “A Igreja só será jovem, quando o jovem for igreja” (João Paulo II), os jovens se sentiam em casa, todos foram muito bem acolhidos, todos puderam ver o quanto a obra do Senhor é perfeita. Os jovens que nunca tinham vindo não se arrependeram, e os jovens que já tinham vindo, ficou confirmado em seus rostos que ali realmente era o lugar que eles deveriam estar. Nesse IV Reviver em Cristo foi passado aos jovens o quanto eles são importante na Igreja Católica Apostólica Romana, que eles não são o futuro da igreja e sim o presente, foi difundida a ideia que eles são os operários para as obras do Senhor.   Hoje, cinco anos após o I Reviver em Cristo, a paróquia Nossa Senhora Auxiliadora colhe frutos saudáveis das sementes plantadas lá no passado, as celebrações estão sempre cheias de juventude, todos os eventos da igreja tem jovens engajados nas equipes de trabalho, todas as 64 comunidades da paróquia tem pelo menos 02 jovens na coordenação de quase todas as comunidades. Nas pastorais, serviços e movimentos têm jovens trabalhando. Hoje a paróquia tem alguns jovens no seminário em Porto Velho.   Uma vez por ano a paróquia realiza uma missão evangelizadora nas comunidades rurais, e em 2016 teve 21% dos missionários sendo jovens na missão de levar o evangelho (dados da Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora), hoje não se vê mais, com a mesma frequência que se via no passado, os jovens perdidos no alcoolismo e badernasses.   O que se vê hoje é um Alto Paraíso mudado, pois graças, primeiramente a Deus, e em segundo a paróquia Nossa Senhora Auxiliadora, na pessoa do padre Leilson, conseguimos dar uma visão diferente aos jovens, suspendendo o uso de bebida alcoólica na Igreja a mais de 04 anos.   O Reviver em Cristo está trazendo um impacto positivo para a juventude e lideranças da paróquia, pois neste último Reviver, 400 lideranças estavam trabalhando no evento da juventude. E nos dias 16 a 17 de setembro/2017 os jovens irão assumir a coordenação de trabalhos do II Congresso Bíblico. Texto: Rodrigo Maia e Vária Maia   Fonte: PASCOM Arquidiocese de Porto Velho