A paroquia São João Batista em Cujubim, vivenciou o tempo da quaresma com diversas atividades, especialmente, com reflexões para o tema proposto pela campanha da fraternidade: “fraternidade e superação da violência”.

Na quarta feira de cinzas, o primeiro símbolo foi amarrar nos braços uma  fita roxa com três nós, simbolizando os gestos que são propostos para vivenciar a quaresma: o jejum, a oração e caridade. Durante as sextas feira, foi realizada pela manhã a via sacra na igreja matriz, e pela noite, a celebração eucarística nas casas das famílias. E para representar a cruz de Cristo, foi feita uma grande cruz que seguia de uma casa para outra a cada semana.

Na celebração que encerrou a quaresma, o domingo de ramos, o arcebispo dom Roque Paloschi esteve presente com a comunidade. E mais um gesto foi realizado, a celebração iniciou-se na praça da cidade, onde foram “plantadas” aproximadamente sessenta cruzes, simbolizando as vitimas de violência da cidade, depois seguiram em procissão até a igreja matriz para a celebração eucarística.

Para o padre Manoel, administrador paroquial de Cujubim: “precisamos dar as mãos para superar a violência e não pode continuar da forma que está. A violência é um monstro que tira a vida do ser humano. É preciso construir e solidificar nossas famílias, cidades, a sociedade e o país para a paz”.

 

Fonte: PASCOM Arquidiocese de Porto Velho