Com o tema: "Educar para a paz em tempos de injustiças e violência", a pastoral carcerária realizou no dia 25 de abril o I seminário com o objetivo de conhecer; aprofundar a realidade carcerária de nossa cidade e apresentar meios para viver em um mundo sem cárceres. Algumas medidas foram estabelecidas para chegar a este objetivo: sensibilizar a sociedade com a realidade que o ocorre nos cárceres; abordar o programa popular de desencarceramento e de desmilitarização; instigar para os meios alternativos que não provém da justiça puniti; aprovar a carta-compromisso para nortear o trabalho da Pastoral Carcerária junto aos políticos e aos órgãos do Estado.

Durante o seminário foram abordadas as necessidades da implementação da Agenda Nacional pelo Desencarceramento e aplicação afetiva e efetiva da Justiça Restaurativa. 

Portanto, a Pastoral Carcerária juntamente a Comissão de Defesa dos Direitos Humanos da OAB-RO, Conselho da Comunidade, Conselho Penitenciário, Ministério Público Estadual, Secretaria de Justiça, Vara de Execução Penal e Tribunal de Justiça do Estado, assumiram uma carta-compromisso com as diretrizes para um programa nacional de desencarceramento, conforme agenda nacional. E também trabalhar a justiça restaurativa, e exigir do Estado e do Município que cumpram o seu dever de garantir saúde de qualidade e assistência juridica a todos apenados e apenadas.

Clique aqui e confira a Carta na íntegra.

Fonte: PASCOM Arquidiocese de Porto Velho