Com uma conferência de imprensa na sede da Conferência Episcopal do Paraguai (CEP) na segunda-feira, 18 de setembro, foi iniciado o VI Simpósio de Teologia Índia, na cidade de Assunção, no Paraguai.

A cerimônia de abertura deste VI Simpósio foi realizada na sede do evento, a Casa de Espiritualidade de Emaús, da arquidiocese de Assunção, localizada em Luque-Paraguai. Há 50 participantes, delegados das diferentes Conferências Episcopais do subcontinente, entre eles estão monsenhor Edmundo Valenzuela sdb, arcebispo de Assunção; mons. Juan Espinoza, Secretário Geral do CELAM (Conselho Episcopal Latino-Americano); dom Felipe Arizmendi, bispo de San Cristóbal de las Casas, Chiapas-México; arcebispo Lucio Alfert Omi, Vigário Apostólico de Pilcomayo no Chaco-Paraguai; mons. Roque Paloschi, arcebispo de Porto Velho, Brasil; mgr Medardo Henao mxy, Vigário Apostólico de Mitu, Colômbia; dom Gabriel Montero ofmconv, bispo de San Isidro - Costa Rica; dom Álvaro Ramazzini, bispo de Huehetenango, Guatemala; dom Antonio Calderón, bispo de Jutiapa, Guatemala e mons. Gerard Anton Zerdin ofm, Vigário Apostólico de San Ramón, Peru. Como delegado da Congregação para a Doutrina da Fé, participa o padre Mario Ángel Florez, reitor da Pontifícia Universidade Católica do México.

Os participantes são especialistas, teólogos, pastores e agentes pastorais entre os povos nativos. Eles vêm de doze países: México, Guatemala, Costa Rica, Panamá, Colômbia, Equador, Peru, Bolívia, Argentina, Chile, Brasil e Paraguai. O objetivo geral do sexto Simpósio é "continuar o caminho do aprofundamento dos conteúdos doutrinais da teologia índia, para avançar seu esclarecimento à luz da Palavra de Deus e do Magistério da Igreja". O tema para este ano é "Trindade, Família e Povos Indígenas" e continua a linha de reflexão sobre as verdades da fé, desenvolvidas desde os cinco Simpósios anteriores.

 

Fonte: CELAM