Porto Velho, quarta, 24 de abril de 2024

09/03/2023 . Cartas Pastorais

Carta Pastoral nº 04/2023 – RETOMADA DA CAMINHADA PASTORAL DE CONJUNTO NOS SETORES.

Carta Pastoral nº 04/2023

 

Porto Velho/RO, 09 de fevereiro de 2023

 

ASSUNTO: RETOMADA DA CAMINHADA PASTORAL DE CONJUNTO NOS SETORES.

 

Aos estimados Padres,

Coordenadores dos Setores da Região Pastoral Porto Velho.

Irmãos e irmãs em Cristo, saudações!

Conforme o Plano de Pastoral Arquidiocesano: Os setores são espaços de articulação pastoral, de partilhas e de trocas de experiências evangelizadoras. Promovem uma rede de diálogo pastoral entre as paróquias e a convivência fraterna. (PPA Nº 135).

Queremos lembra-los da 1ª reunião nos setores agenda no calendário arquidiocesano para o dia 18 de fevereiro, sendo que horas e local ficam a critério dos componentes de cada setor.

Na oportunidade enviamos uma sugestão de pauta e também as orientações quanto a organização dos setores.

Com base nas orientações anexa, pedimos aos condenadores setoriais que convoquem os participantes do mesmo e façam os devidos encaminhamento para o bom êxito da retomada dos setores.

Obs. Não sendo possível realizar a reunião setorial na data estipulada, por favor, realizar a mesma até o dia 15/03 e fazer uma síntese da reunião que será apresentada no CPR agendado para o dia 18 de março, das 08h às 12h no auditório da cúria na avenida Carlos Gomes. Lembrando que cada coordenador terá 05 min para expor a síntese.

O Deus da vida nos dê a graça de vivermos em comunhão e no serviço do seu povo. Que ele derrame sobre nós a sua benção, agora e sempre.

SUGESTÃO DE PAUTA PARA AS REUNIÕES DOS SETORES 

  1. Breve avaliação de como vem sendo aplicado o Plano de Pastoral Arquidiocesano em vigência no setor;
  2. Eleger uma coordenação para o setor conforme as orientações em anexo;
  3. Planejar as atividades formativas no setor contidas no calendário arquidiocesano;
  4. Partilhar como está sendo programado o ano missionário e as comemorações do centenário da arquidiocese nas paróquias;
  5. Outros assuntos específicos de cada setor.

 

Anexo 02

 

Articulação para criar Setores nas Regiões Pastorais da Arquidiocese de Porto Velho– RO.

O novo jeito de ser Igreja “em saída” conduzida pelo Espírito Santo nos provoca à uma abertura pastoral e missionária. Esse novo estilo de ser Igreja e evangelizar desafia o Magistério da Igreja, e assim propomos uma nova metodologia, chamada setorização. Ela integrando organicamente querigma, hierarquia e vida cristã, para ser sinal de comunhão (EG 117). O Papa Francisco nos propõe a comunhão eclesial entre o centro e periférico, para que a Igreja seja cada vez mais “em saída” e próxima. A organização da arquidiocese por setor favorecerá o anúncio da Boa Nova, chegando a todas as pessoas e lugares, principalmente àqueles mais periféricos. Envolver todos e todas num processo eclesial (EG 24), gerando a vida plena (Jo 10,10).

 

1 – OS SETORES: são espaços de articulação pastoral, de partilhas e de trocas de experiências evangelizadoras. Promovem uma rede de diálogo pastoral entre as paróquias e a convivência fraterna. (PPA Nº 135).

A articulação setorial nas Regiões Pastorais da Arquidiocese de Porto Velho tem por finalidade:

  • Fortalecer e animar a caminhada sinodal;
  • Criar maior proximidade entre as comunidades;
  • Facilitar a comunicação;
  • Dinamizar o espírito de comunhão;
  • Favorecer a Pastoral de conjunto;
  • Facilitar a troca de saberes e conhecimentos entre paróquias e pastorais;
  • Possibilitar a participação de mais pessoas nas formações;
  • Auxiliar a busca de soluções e propostas para realidades próximas;
  • Ajudar a questão econômica, ou seja, reduzir investimentos com formações e
  • Promover, na medida do possível, as formações de lideranças como: Ministros Extraordinários da Palavra e da Sagrada Comunhão, Catequistas, liturgia e outros, para que passem a ser realizadas por setor.

2  – PARTICIPAM DAS REUNIÕES SETORIAIS:

 São participantes das reuniões setoriais

  • Membros natos;
  • Membros representativos;
  • Membros

2.2  São membros natos:

  • Arcebispo;
  • Párocos;
  • Vigários Paroquiais;
  • Diáconos;
  • Coordenação do Conselho Paroquial de Pastoral das paróquias existentes no setor – (CPP)

2.3  São membros representativos:

  • Os coordenadores arquidiocesanos    das    pastorais,    serviços,    movimentos, ministérios, associações ou grupos residentes no setor;
  • 01 (um) religioso (a) por congregação presente nas paróquias do

2.4  São membros convidados:

  • Assessores;
  • Coordenação Arquidiocesana de Pastoral

3  – DA COMPOSIÇÃO DA COORDENAÇÃO E ELEIÇÃO:

  • Coordenador (a)
  • Vice coordenador (a)
  • 1º e 2º secretário (a)
  • A eleição para estes serviços será realizada em dia e local, marcada com pelos menos duas semanas de antecedência. Sendo convocada pela Coordenação de Pastoral Arquidiocesana, tendo anuência do Arcebispo da Igreja de Porto
  • Podem votar e ser votados os membros natos e representativos do conselho
  • A votação será por escrito e secreta.
  • Serão eleitos os membros que tiverem a maioria absoluta, metade dos votos mais Permanecem na função por dois anos, podendo ser reeleitos para mais um mandato consecutivo pelo mesmo período.
  • Dada a rotatividade de sacerdotes e religiosos (as) em nossa arquidiocese, visando manter uma continuidade na ação pastoral, sugere-se que priorize a escolha dos cristãos leigos e leigas na coordenação dos setores. Salienta-se que a coordenação do setor deve agir em plena comunhão e unidade com os párocos, com a coordenação de pastoral arquidiocesana e com o arcebispo, evitando qualquer situação que possa ferir a unidade da Igreja local.

4  – REUNIÕES NOS SETORES:

  • As reuniões setoriais se darão de forma ordinária uma vez a cada dois meses, alternadas com as reuniões do Conselho de Pastoral Regional (CPR), ou em qualquer momento que a coordenação do setor julgar necessário para deliberações de assuntos de interesse de
  • As reuniões devem sempre começar e encerrar com um momento de oração.
  • Para um bom aproveitamento, não se deixe de enviar aos membros do setor, pelo menos uma semana antes, a pauta da reunião, para uma preparação e estudo mais
  • É indispensável manter um Livro de Atas, onde se anotam os compromissos assumidos ou outras deliberações do setor.
  • Para favorecer a amizade, o espírito de fraternidade e corresponsabilidade pastoral, é conveniente realizar anualmente algum encontro de espiritualidade (retiro, tardes de oração, vigílias ..) ou até alguma confraternização.

5  – ORGANIZAÇÃO DOS SETORES NA ARQUIDIOCESE DE PORTO VELHO – RO

 A formação dos setores na Arquidiocese de Porto Velho leva em consideração a proximidade geográfica e a realidade social em que as paróquias estão inseridas.

5.1  DA REGIÃO PASTORAL DE PORTO VELHO

 

  • SETOR 01:
  • Catedral Sagrado Coração de Jesus;
  • Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro;
  • Paróquia Nossa Senhora do Rosário;
  • Paróquia Nossa Senhora de Fátima;
  •  Paróquia Nossa Senhora das Graças;

  • SETOR 02:
  • Paróquia São Luiz Gonzaga;
  • Paróquia São João Bosco
  • Paróquia São Cristóvão;
  • Paróquia Sagrada Família;

 

  •  SETOR 03:
  • Paróquia Nossa Senhora do Amparo;
  • Santuário Arquidiocesano NS Aparecida;
  • Santa Clara;
  • Área Missionária Santa Dulce dos Pobres;
  • Nossa Senhora da Conceição – Candeias do Jamari;
  • Nossa Senhora de Lurdes – Itapuã D’Oeste;

 

  • SETOR 04:
  • Paróquia São José Operário;
  • Paróquia Santa Luzia;
  • Paróquia Nossa Senhora de Nazaré;

 

  • SETOR 05:
  • Área Missionária Alto Madeira: Nova Mutum e Jaci-Paraná;
  • Paróquia Nossa Senhora dos Migrantes – União Bandeirantes;
  • Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro – Vista Alegre do Abunã.

 

  • SETOR 06:
  • Área Missionária Baixo Madeira: Calama e São Carlos.

5.2  REGIÃO PASTORAL ARIQUEMES

 

  • SETOR 01:
  •  Paróquia São Francisco de Assis – Ariquemes;
  • Paróquia Cristo Rei – Ariquemes;
  • Paróquia Rainha dos Apóstolos – Ariquemes;
  • Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora – Alto Paraíso;
  • Paróquia Nossa Senhora do Carmo – Cacaulândia;
  • Área Missionária São Roque – Rio Crespo;

 

  • SETOR 02:
  • Paróquia São José – Monte Negro;
  • Núcleo Nossa Senhora Aparecida – Campo Novo – (Paróquia São José – Monte Negro);
  • Paróquia Santa Marta – Buritis;

 

  • SETOR 03:
  • Paróquia Sagrado Coração de Jesus – Vale do Anari;
  • Paróquia Nossa Senhora Aparecida – Machadinho;
  • Paróquia São João Batista – Cujubim.

 

A nossa Igreja de Porto Velho “em saída” com todos os nossos setores missionários propõe reacender a importância da fé, para a capacidade de compreender as realidades que vivemos. Essa iniciativa possibilitará nossa caminhada como Igreja arquidiocesana, uma nova forma transformadora com a eclesialidade dos laços comuns e as contribuições diversas. Portanto, tenhamos passos corajosos e ousados para irmos em direção aos compromissos do Evangelho e a sua atuação na nossa região amazônica.

Que a Virgem Maria proteja a todos.

 

 

Dom Roque Paloschi

Bispo da Igreja que está em Porto Velho

Pe. Geraldo Siqueira

Pela Coordenação de Pastoral 

Mitra Arquidiocesana

Av. Carlos Gomes, 964 - Centro Cep: 76.801-147 - Porto Velho (RO)

Contatos

(69) 3221-2270 Telefone e WhatsApp coord.pastoral@arquidiocesedeportovelho.org.com

Funcionamento

Segunda-feira a Sexta-feira: 8h às 12h - 14h às 18h Sábado de 8h às 12h