Porto Velho, quinta, 23 de maio de 2024

19/04/2024 . Cartas Pastorais

ROTEIRO DA PEREGRINAÇÃO À PORTA SANTA

SANTA Peregrinação à Porta Santa – Catedral de Porto Velho.RO 

Ano do Congresso Eucarístico – 100 anos da Igreja Particular  em Porto Velho. 

O presente roteiro é uma sugestão apresentada às Paróquias. Cada  Paróquia poderá organizar o itinerário de sua peregrinação. O  importante é que todos cheguem preparados, em espírito de oração  e penitência, à Porta Santa: “A Porta da Misericórdia”.  

Na data e hora definidas, todos os peregrinos reúnem-se na igreja  paroquial ou em outro local adequado à reunião e a saída de todos  em peregrinação à Porta Santa da Igreja Catedral da Arquidiocese de  Porto Velho. 

A Equipe de Acolhida anima e acolhe os peregrinos com cantos. Verificar se os participantes estão devidamente identificados, com  símbolos de suas comunidades e da Paróquia (camisetas, bonés e  bandeirinhas…) e se os diferentes serviços de coordenação da  peregrinação, da animação e da liturgia… estão presentes e  articulados. 

Estando todos reunidos, o Pároco dá início ao Momento de Oração da  saída à Porta Santa. 

 

1º MOMENTO: Reunião e partida 

Pároco: 

  • Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.  

Tds. Amém! 

  • O Deus que libertou e conduziu povo à Terra Prometida, seja nossa  luz e guia na peregrinação à Porta Santa de nossa Catedral. 

Tds. Conduzi-nos nos caminhos de vossa misericórdia! 

Motivação (o Pároco ou outra pessoa), com estas ou outras palavras:  (Sentido da peregrinação) 

Caros irmãos e irmãs, no momento em que iniciamos a peregrinação rumo  à Porta Santa, é importante recordarmos que o lugar para o qual  peregrinamos é Igreja Mãe (Matriz), sinal de nossa unidade  arquidiocesana. Passar pela Porta Santa é uma ação que nos torna  participantes do amor misericordioso de Deus Pai. Passando pela Porta  Santa da Catedral, o Sagrado Coração de Jesus e a Bem-aventurada  Virgem Maria Auxiliadora, acolhendo-nos, intercedem por nós os benefícios 

da misericórdia do Pai. Renovando nossa fé e a comunhão com todas as  Paróquias de nossa Arquidiocese, caminhemos em direção à Porta Santa,  onde seremos acolhidos pelo Filho de Deus e sua Mãe Maria.  

Canto: O povo de Deus, no deserto andava,  

mas à sua frente alguém caminhava.  

O povo de Deus era rico de nada, 

só tinha esperança e o pó da estrada. 

Também sou teu povo, Senhor, 

e estou nesta estrada. 

Somente a tua graça. 

me basta e mais nada. 

Pároco: 

  • No Livro do Apocalipse o Senhor nos diz: “Eu estou à porta e bato.  Se alguém escuta a minha voz e me abre a porta, eu virei a ele,  cearei com ele e ele comigo” (3, 20). É o Senhor quem nos convida  e nos motiva abrir a porta de nosso coração para acolhermos o dom  da misericórdia e do perdão de Deus. 

Refrão do canto (Livro de Cantos, n. 909):  

Procuro abrigo nos corações 

de porta em porta desejo entrar. 

se alguém me acolhe com gratidão, 

faremos juntos a refeição 

se alguém me acolhe com gratidão, 

faremos juntos a refeição. 

Pároco: 

Como os antigos peregrinos do povo de Deus em suas peregrinações  a Jerusalém, peçamos ao Senhor que no caminho nos ampare e nos  conduza à Porta de sua misericórdia. 

Canto: O povo de Deus ao longe avistou 

 a terra querida que o amor preparou. 

 O povo de Deus corria e cantava, 

 e nos seus louvores teu poder proclamava. 

 Também sou teu povo, Senhor, 

 e estou nesta estrada, 

 cada dia mais perto 

 da terra esperada.

Pároco:  

 Pai Santo, vós que fostes luz e guia do vosso povo peregrino no  deserto; concedei-nos a vossa paternal proteção ao empreendermos  este caminho para que, superando todos os perigos, possamos chegar  felizes à Porta Santa de vossa misericórdia.  

Tds. Acompanhai, Senhor, nosso caminhar.  

  • Pai santo, vós nos oferecestes o vosso Filho unigênito como caminho  para chegarmos até vós; fazei que, em penitência e oração, seguindo  os passos de vosso Filho, obtenhamos de vós o perdão e a paz.  Tds. Acompanhai, Senhor, nosso caminhar. 
  • Pai santo, vós nos apresentastes a Virgem Maria como primeira  discípula de seu Filho Jesus Cristo; fazei-nos trilhar o caminho da  vida nova, seguindo sempre seus passos.  

Refrão: Pelas estradas da vida, nunca sozinho estás 

 Contigo pelo caminho, Santa Maria vai 

 Ó vem conosco, vem caminhar, Santa Maria vem  Ó vem conosco, vem caminhar, Santa Maria vem 

  • Conduzi, Senhor, com misericórdia a peregrinação que iniciamos  confiantes. Sob vossa proteção, tenha feliz êxito nossa caminhada à  Porta Santa de nossa Catedral e nos torne dignos de participar do  Pão do céu no altar da Eucaristia e comemorar com intenso júbilo o  Centenário de nossa Igreja em terras de Rondônia. 

Refrão: Misericórdia, Senhor, misericórdia! Misericórdia! (bis) (Possíveis orientações para a peregrinação (viagem)… 

  • Pároco envia os paroquianos em peregrinação até a praça da Igreja  Matriz (Catedral), dizendo

Queridos irmãos e irmãs, que o Espírito Santo nos conduza à Porta  da misericórdia de Deus! Abramos a porta do nosso coração para  receber o perdão de Deus. Que nossa peregrinação seja marcada  pela oração, meditação e louvor ao amor misericordioso do Pai. Que  nosso peregrinar suscite em nós a conversão e fortaleça nossa  unidade eclesial.  

Ide, irmãos e irmãs em peregrinação à Porta Santa de nossa Igreja  Mãe, onde seremos acolhidos por Jesus Cristo e pela Virgem Maria  Auxiliadora.  

Equipe de Canto: (entoa um hino de partida da peregrinação – como: Agora é tempo de ser Igreja; Juntos como irmãos… outros)

2º MOMENTO: Na praça da Matriz – diante da Catedral 

Os peregrinos reunidos diante da Porta rezando ou cantando 

Pároco:  

Benditos aqueles que se reúnem em nome do Senhor. 

 Da casa do Senhor, serão abençoados.  

Tds. Bendito, seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo! 

  • Jesus é a Porta! Ele mesmo afirmou: “Eu sou a porta. Se alguém  entra por mim, será salvo. Entrará e sairá e encontrará pastagem”  (Jo 10, 9). Na casa de Deus, Jesus é a porta que nos faz entrar e  sentar à mesa do banquete do amor misericordioso de Deus Pai.  Por isso, supliquemos todos: 

Tds: Senhor Jesus, abra-nos a Porta! 

  • A Porta Santa é simbólica: ela representa a passagem do pecado à  redenção, da morte à vida, da incredulidade à fé. Jesus é “a Porta  da misericórdia do Pai”. Precisamos entrar por ele para chegar ao  Pai. A porta é a via da salvação! 

Tds: Senhor, quem entrará no santuário pra te louvar? Senhor, quem entrará no santuário pra te louvar? 

  • No Ano comemorativo do Centenário da presença da Igreja em  terras de Rondônia, o rito de passagem pela Porta Santa indica aos  fiéis as atitudes de acolhida, de agradecimento, de súplica de perdão e de novas graças. É gesto que nos faz experimentar o amor de Deus que consola, perdoa e dá esperança.

Tds. Senhor, já posso entrar / no santuário pra te louvar? Senhor, já posso entrar / no santuário pra te louvar? Teu sangue me lava, teu fogo me queima 

o Espírito Santo inunda meu ser 

teu sangue me lava, teu fogo me queima 

o Espírito Santo inunda meu ser. 

  • Queridos Paroquianos, neste dia inesquecível para nós: Aclamemos e sirvamos ao Senhor com alegria. Entrai pela Porta Santa dando graças. Pois seu amor misericordioso, perdura para  sempre fiel eternamente! 

Canto de todo o povo:

O Pároco, auxiliados por leigos, abre a Porta; 

A cruz processional e o estandarte da Paróquia ingressam seguidos  do pároco; 

Ingressam todos os paroquianos peregrinos (cantando) e tomam  seus lugares 

O Pároco (padres concelebrantes) e diáconos fazem a reverência  ao altar e se dirigem aos lugares e ales reservados. 

Estando todos os peregrinos no interior da Catedral, o Pároco dá  início à celebração Eucarística, com o canto do Glória (menos no  advento e na quaresma) e segue a Oração da Coleta. (O Ato  Penitencial foi a peregrinação da Paróquia e a passagem pela Porta  Santa.

 

3º MOMENTO – Celebração Eucarística. 

Tudo conforme a Liturgia própria do Domingo. 

No final das preces, rezar a oração do Congresso Eucarístico  Arquidiocesano. 

Após a bênção final da Missa, o Pároco convida os paroquianos  peregrinos a rezarem na intenção da Igreja: o Pai nosso, a Ave  Maria e o Glória ao Pai, exigidos para se alcançar a indulgência  plenária. 

Rito do envio.

 

4º MOMENTO – Breve agradecimento 

Observadas a realidade e as condições de cada Paróquia, poderá se  realizar um breve momento de agradecimento pela peregrinação  realizada, no retorno à Paróquias. Se oportuno, pode haver uma  breve partilha avaliativa.

 

Pároco: 

Bendito seja o Senhor Deus que nos acolheu,  

É ele quem abençoa a nossa vida. 

Tds. Que Deus nos dê sua graça e sua bênção! 

Pároco: 

Senhor, vós que acompanhastes a caminhada de vosso povo, abençoai generosamente os vossos fiéis, 

fortalecei-os na fidelidade ao Evangelho do vosso Filho,  

e abri para eles as portas da vossa misericórdia e da vida eterna. Amém! 

Canto final: Hino do Centenário Arquidiocesana (n. 1244).

Mitra Arquidiocesana

Av. Carlos Gomes, 964 - Centro Cep: 76.801-147 - Porto Velho (RO)

Contatos

(69) 3221-2270 Telefone e WhatsApp coord.pastoral@arquidiocesedeportovelho.org.com

Funcionamento

Segunda-feira a Sexta-feira: 8h às 12h - 14h às 18h Sábado de 8h às 12h