Porto Velho, segunda, 28 de novembro de 2022

Arquidiocese de Porto Velho
24/03/2022 . Notícias da Igreja

Conselho Permanente aprova temas da 59ª Assembleia Geral da CNBB e o tempo de duração da etapa presencial em agosto deste ano

Os bispos que integram o Conselho Permanente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), em segundo dia de reunião, nesta quinta-feira, 24 de março, aprovaram o conjunto de temas que vai constar da pauta da 59ª Assembleia Geral da CNBB, a ser realizada em duas etapas, uma online, de 25 a 29 de abril, e a outra presencial, de 29 de agosto a 2 de setembro deste ano.

Na abertura da reunião, o arcebispo de Belo Horizonte (MG) e presidente da CNBB, dom Walmor Oliveira de Azevedo, fez memória das palavras de Santo Oscar Romero, recordando que a data de 24 de março marca o aniversário do seu assassinato e inspirou a criação, em 1993, de um Dia de Oração e Jejum em memória dos missionários mártires, por iniciativa do Movimento Juvenil Missionário

Secretário-geral da CNBB, dom Joel Portella Amado, coordena a reunião do Conselho Permanente. Foto: print.

O bispo auxiliar do Rio de Janeiro e secretário-geral da CNBB, dom Joel Portella Amado, apresentou a lista de temas que já haviam sido levantados para a 59ª AG CNBB à qual, por sugestão dos bispos, foram acrescentados outros temas.

Os bispos também aprovaram o início da etapa presencial na celebração à noite no domingo, 29 de agosto, e o término no dia 2 de setembro, às 17h. O Conselho Permanente também fez indicações sobre o tema geral da assembleia.

O secretário-geral da CNBB reforçou, conforme já fora aprovado pelo próprio Conselho Permanente, que na etapa online serão tratados todos os temas que não exigem votação e para a etapa presencial serão levados todos temas que necessitam de votação do episcopado, conforme prevê o Estatuto da CNBB. Um exemplo são as votações a respeito da revisão da tradução do Missal Romano que aguardam a aprovação final do episcopado brasileiro antes de serem enviadas para a validação do Vaticano.

70 anos da CNBB e 15 anos de Aparecida

O Conselho Permanente também aprovou os projetos de celebração dos 70 anos da CNBB e dos 15 anos da Conferência de Aparecida. Dom Joel Portella apresentou o que está sendo proposto para marcar estes dois eventos, com uma programação composta por momentos celebrativos, realização de dois seminários nacionais (70 anos CNBB – 26 a 28 de julho, em modalidade virtual e 15 anos de Aparecida – 12 a 16 de setembro, também na modalidade virtual) e a produção de entrevistas com bispos e assessores que integram esses dois eventos históricos para a Igreja.

Os presidentes dos regionais da CNBB compartilharam questões relativas às “Visitas ad limina Apostolorum” interrompidas em 2020 em razão da pandemia do novo coronavírus e que serão retomadas pelo Papa Francisco partir de maio deste ano. Até o momento da suspensão, em março de 2020, apenas os bispos dos regionais Centro-Oeste (entre os dias 10 e 17 de fevereiro) e Sul 2 (17 a 27 de fevereiro) haviam sido recebidos pelo Santo Padre e visitado organismos e dicastérios do Vaticano.

Sínodo 2023

O secretário-geral da CNBB apresentou também o calendário organizado pela Equipe de Animação do Sínodo 2023 no Brasil dos encontros que acontecerão com as macrorregiões a partir da próxima semana com o objetivo de partilhar as novidades no processo de escuta nas Igrejas Particulares, animar o processo sinodal e alinhar os procedimentos para a sistematização do relatório diocesano.

Os encontros online serão realizados por blocos regionais, das 19h às 21h, com os representantes e/ou equipes diocesanas (28/03 – Norte e Noroeste (Norte 1, Norte 2, Norte 3 e NO); 29/03 – Nordeste – (Nordeste 1, Nordeste 2, Nordeste 3, Nordeste 4 e Nordeste 5);  30/03 – Centro Oeste e Oeste 1 e 2; 06/04 – Sul (Sul 1, Sul 2, Sul 3, Sul 4); 07/04 – Sudeste (Leste 1, Leste 2, Leste 3).

O Conselho Permanente também deu indicativos sobre a pesquisa que vai investigar elementos da saúde integral de presbíteros e bispos brasileiros e apontar sugestões para a Igreja no Brasil e as dioceses definirem uma forma de atuação sobre o tema. A pesquisa está sendo acompanhada pelo bispo de Novo Hamburgo (RS) e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para os Ministérios Ordenados e a Vida Consagrada da CNBB, dom João Francisco Salm junto a um grupo de especialistas. Também contará com o apoio do Instituto Ver, de Belo Horizonte, na formulação e aplicação dos questionários. A ideia, segundo dom Salm, é lançar a pesquisa no Encontro Nacional de Presbíteros a ser realizado em maio.

CNBB

Mitra Arquidiocesana

Av. Carlos Gomes, 964 - Centro Cep: 76.801-147 - Porto Velho (RO)

Contatos

(69) 3221-2270 Telefone e WhatsApp pastoralarquivpvh@gmail.com

Funcionamento

Segunda-feira a Sexta-feira: 8h às 12h - 14h às 18h Sábado de 8h às 12h