Porto Velho, terça, 27 de fevereiro de 2024

27/06/2023 . Notícias da Igreja

“Paremos este horror da tortura!”: forte apelo do Papa à comunidade internacional

O novo Vídeo do Papa de intenção de oração para o mês de junho faz um forte apelo à abolição da tortura e para se “colocar a dignidade da pessoa acima de tudo”. Francisco denuncia desde as formas mais violentas como as mais sofisticadas de tortura e, horrorizado pela maneira como continua a ser uma prática habitual, o Pontífice pede à comunidade internacional um comprometimento “concreto” para a abolição dessa prática e no apoio às vítimas.

“A tortura. Meu Deus, a tortura! A tortura não é uma história do passado. Infelizmente, faz parte da nossa história atual. Como é possível que a capacidade humana para a crueldade seja tão grande?”

É o que Francisco pergunta com horror, visivelmente desolado, no novo Vídeo do Papa com a intenção de oração para o mês de junho, que se confia a toda a Igreja Católica através da Rede Mundial de Oração do Papa. A mensagem do Pontífice é um apelo forte à abolição da tortura, em todas as suas formas e em todo o mundo:

“Existem formas de tortura muito violentas, outras mais sofisticadas, como os tratamentos degradantes, a anulação dos sentidos ou as detenções em massa em condições desumanas que tiram a dignidade da pessoa. Mas isso não é uma novidade. Pensemos no próprio Jesus, como foi torturado e crucificado.”

O momento da denúncia, e a intenção da própria oração, não é por acaso: no próximo dia 26 de junho comemora-se o Dia Internacional das Nações Unidas de Apoio às Vítimas da Tortura, lembrando a data de 1987, quando entrou em vigência na Convenção da ONU contra a Tortura e Outros Tratamentos ou Penas Cruéis, Desumanas ou Degradantes (convenção ratificada por 162 países) aprovado em 1984.

Andressa Collet – Vatican News

Mitra Arquidiocesana

Av. Carlos Gomes, 964 - Centro Cep: 76.801-147 - Porto Velho (RO)

Contatos

(69) 3221-2270 Telefone e WhatsApp pastoralarquivpvh@gmail.com

Funcionamento

Segunda-feira a Sexta-feira: 8h às 12h - 14h às 18h Sábado de 8h às 12h